6ª Conferência Municipal de Assistência Social de Juvenília

Cerca de 200 pessoas participam da 6ª Conferência Municipal de Assistência Social de Juvenília

As Conferências Municipais são instrumentos de Participação Popular na construção, fiscalização e avaliação das políticas públicas das áreas de educação, saúde, Assistência Social, etc.

As conferências acontecem de dois em dois anos e servem para que a população possa acompanhar a gestão da política pública em uma dada área. Nela a população, os conselhos municipais e a gestão avaliam, se as propostas construídas, democraticamente, na conferência anterior, foram executadas de forma a contemplar o que se havia o que se tinha por objetivo.

As Conferências de Assistência Social são instâncias de caráter deliberativo, as quais têm a responsabilidade em avaliar a Política de Assistência Social e apresentar orientações para o aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social – SUAS.

Neste ano as conferências possuem atribuição de avaliar a situação da Assistência Social e propor diretrizes para o aperfeiçoamento do sistema e tem como tema: “Garantia de direitos no fortalecimento do SUAS”.

O encontro, que aconteceu nesta quinta-feira (20) no Plenário da Câmara de Vereadores teve a participação de cerca de 200 pessoas entre usuários, sociedade civil, servidores e conselhos.

O evento contou com a presença do prefeito Rômulo Carneiro; presidente do Conselho Municipal e secretária de Assistência Social, Mariluce Carneiro; representante do Poder Legislativo, vereador Marlon Dourado Lima; coordenadora do CRAS, Ludmila Silva; diretora regional da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social – Sedese de Montes Claros, Maria da Soledad Queiroz Almeida Carvalho e as palestrantes, assistentes sociais da empresa Cygnus Assessoria, pós – graduandas em gestão social: políticas públicas, redes e defesa de direitos e em MBA em gestão pública, Laura Cristina Flores da Mota Veiga e a assistente social com experiência na execução da política de Assistência Social e na realização de projetos, palestras, cursos e seminários, Leila Maura Souza Sampaio.

Após a leitura do Regimento Interno e explanações das autoridades, os participantes se dividiram em grupos para discutirem 4 eixos temáticos (proteção social, gestão democrática, acesso às seguranças socioassistenciais e legislação) para elaborar o relatório final.

Os grupos também elegeram os delegados para a Conferência Estadual de Assistência Social.

O evento ainda contou com apresentação cultural, ao som de seus violões alunos do Tempo Integral/FUCAM, coordenados pela professora Tatiane Messias, cantaram a música Tem Bala.

Em um momento de total descrença da política institucional e das formas de garantir a lisura e legalidade nos processos, é de suma importância que o cidadão se torne conhecedor desta grande ferramenta de controle social. É hora de cada cidadão representar se como o político que há em si próprio e cobrar, fiscalizar e elaborar propostas que darão luz aos próximos anos de gestão na Assistência Social.

Prefeitura de Juvenília. Abrindo Caminhos para construir uma nova história.

Print Friendly, PDF & Email